Conheça Os Principais Métodos De Alfabetização

Aprender a ler e escrever é um marco na vida de uma criança e dos seus pais também. É um momento mágico em que as coisas começam a fazer sentido para os pequenos, o mundo abre-se para infinitas possibilidades de se expressar e entender como as coisas funcionam. É uma etapa marcante até para professores que acompanham o desenvolvimento de cada aluno e como isso se torna gratificante no dia a dia. 

Ainda existe um debate em nossa sociedade de qual é o melhor método e o mais eficaz, porém na prática não se chega a um consenso, pois cada criança se adapta melhor a um jeito. O que pra umas funcionam rápido, pra outras pode levar mais tempo e está tudo bem. O importante é que o professor perceba os detalhes e alinhe a proposta para que todos consigam evoluir dentro do esperado e sabemos que pra que isso ocorra precisa de muito empenho, planejamento, estudo e prática.

Os métodos de alfabetização estão separados em duas classificações: sintéticos e analíticos. Os métodos sintéticos (alfabético, silábico e fônico) propõe que os alunos comecem a estudar a partir de elementos gráficos (letras) até a leitura de palavras, basicamente estudam o som, a letra e a sílaba. Já os métodos analíticos (global, palavração e sentenciação) prioriza a compreensão de um texto, uma frase, uma palavra para depois se atentarem a uma sílaba ou letra. 

Vejamos agora algumas características de cada método:Alfabético: foco no nome das letras e na soletração

Fônico: atenção nos sons das letras, dos sons mais simples para os mais complexos.

Silábico: trabalha as famílias silábicas (consoante + vogal)

Palavração: as atividades são voltadas para a memorização. Geralmente são usados grupos de palavras e os alunos aprendem a reconhecê-las pela visualização ou associação com imagens;

Sentenciação: parte-se de uma frase com sentido, trabalha-se a compreensão de um todo e depois as palavras.

Global: Parte-se de um texto, o aluno compreende o sentido geral  e depois começa a analisar as sentenças e por fim as palavras. 

Independente do método utilizado é importante valorizar os conhecimentos, a bagagem que cada aluno traz, considerar o ambiente e universo em que estão inseridos, sempre avaliar o processo de aprendizagem de cada um e ser flexível com possíveis mudanças. Em todo o processo de alfabetização, o professor deve adotar uma postura mediadora, fazendo as intervenções quando necessárias respeitando os ritmos individuais e identificando como as crianças aprendem. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Back To Top